terça-feira, 1 de novembro de 2016

Por que ser Radical em 2017?

1 de novembro de 2016
Você já conhece o programa Radical, de Missões Mundiais? É que estão abertas até o dia 16 de novembro (quarta-feira) as inscrições para os projetos Radical África e Luso-Africano. Para participar do processo seletivo, basta escrever paracrh@jmm.org.br.
Se você já conhece o Radical e continua indeciso se deve participar, veja cinco motivos que podem ajudá-lo a tomar uma atitude Radical em 2017.
1 – Use sua vocação
Sim, o Radical é uma oportunidade para você usar seus dons, tempo e talento no campo para ajudar o próximo e trabalhar pelo crescimento do Reino. Seja na área da saúde, esportes, educação, cuidado pessoal, entre tantas outras, você sempre será útil com o que sabe fazer.
2 – Rompa fronteiras
As fronteiras que você irá ultrapassar no Radical não são apenas as delimitadas nos mapas. Você sairá do seu país para contribuir para a evangelização de uma comunidade, de um povo, de uma nação. As implicações disso na vida do jovem o farão ter uma nova visão sobre o mundo, inclusive espiritual.
3 – Faça novas amizades
As amizades são uma consequência positiva, pois no Radical o trabalho é sempre feito em equipe. Participantes de turmas antigas do Radical ainda mantêm contato entre si, e muitos outros ainda têm amizades nas comunidades dos países onde serviram, seja para saber como estão e também contribuir para o crescimento espiritual dessas pessoas.
4 – Viva uma nova cultura  Estar em um lugar totalmente diferente de onde você mora e congrega, além de permitir usar a vocação, romper fronteiras e fazer novas amizades, faz você abrir a sua mente e a ver e a absorver o novo contexto de modo retendo o que é bom. Uma nova língua também traz com seu aprendizado uma nova cultura.
5 – Quebre paradigmas
A criação do Radical, em 2003, permitiu que jovens fossem enviados ao campo para atuar entre comunidades de povos não alcançados. Isso foi uma revolução na época. E é justamente essa a proposta do Radical, que você vá e contribua para mudar a realidade local através da proclamação e do serviço em favor da vida e da promoção da dignidade do homem, conforme os padrões estabelecidos por Deus.
Então, o que está esperando para fazer sua inscrição agora mesmo? Se o seu perfil não é o de um missionário Radical, mas se lembrou de alguém que poderia participar, converse com esse jovem!
Reforçando: as inscrições para as turmas de 2017 dos projetos Radical África e Luso-Africano devem ser feitas até o dia 16 de novembro pelo e-mailcrh@jmm.org.br.
Para as demais turmas do Radical, as inscrições continuam abertas o ano inteiro no mesmo e-mail.
Retirado: www.missoesmundiais.com.br