sábado, 25 de fevereiro de 2017

Jesus Cristo é nossa verdadeira alegria!


O Brasil é considerado no mundo todo como o "país do carnaval". Existe até uma música que diz: "Atrás do Trio Elétrico só não vai quem já morreu". O Carnaval está relacionado à alegria, liberdade e muita curtição, mas nós sabemos que os excessos cometidos nesses dias de folia causam muita tristeza. A alegria dura poucos dias, mas a tristeza vinda do pecado pode durar uma vida inteira. A prostituição, o adultério e as drogas destroem vidas preciosas e muitos guardam como lembranças do Carnaval as doenças sexuais, gravidez indesejada e muitas feridas na alma. Devemos considerar que muitas festas podem ser perigosas, principalmente quando envolvem bebidas alcoólicas e drogas, mas o Carnaval com certeza é a pior delas. Por não ser uma festa familiar, o Carnaval afasta a pessoa; principalmente o jovem, do seu lar, colocando-o num ambiente onde tudo é permitido. Por isso você precisa entender a origem desta festa:

Carnaval, provavelmente, vem da palavra latina "carnelevarium" ou "eliminação da carne" e tem suas raízes nas festas gregas realizadas por volta do ano 600 antes de Cristo, como forma de agradecimento aos deuses pela produção agrícola. Mas o nome atual e sua popularização se devem, principalmente, à iniciativa da Igreja Católica Romana, que adotou a festa no século VI d.C. como uma espécie de despedida aos prazeres da carne nos dias que antecedem à quaresma. Nos quarenta dias de penitência, inspirados no jejum de Jesus no deserto, o católico não poderia comer carne. Por isso, realizava-se, nos três dias antes da quarta-feira de cinzas, o "carne vale", que em latim significa "adeus à carne". Era a oportunidade para que fosse consumida a carne e outros alimentos que, se guardados, apodreceriam durante a quaresma. Sabendo-se que a quaresma seria um tempo de santificação para o católico, o Carnaval foi adquirindo a conotação de um período de liberação nas questões morais.

Com o passar dos séculos, o aspecto religioso enfraqueceu, mas a festa continuou com folias, brincadeiras, libertinagem, música e dança. As fantasias com máscaras escondem a identidade dos foliões, dando uma certa sensação de liberdade, podendo brincar sem ser reconhecido pelos outros. Cria-se então a ocasião propícia para expressões que não seriam aceitas no cotidiano. Assim, tornou-se muito comum a prática dos homens se vestirem de mulher e vice-versa. No Brasil, a festa reforçou seu aspecto artístico com desfiles de escolas de samba e carros alegóricos, mas por outro lado, enfatizou o erotismo, com fantasias que expõem o corpo, principalmente das mulheres.

São três dias de folia, e no final deles muita tristeza: famílias destruídas por causa da infidelidade, mortes por overdose de drogas, aumento nas mortes e mutilações por acidentes de trânsito, assaltos, grande número de homicídios por brigas, vários por uso de álcool e drogas por adolescentes, jovens, adultos... Quantas moças perdem sua virgindade na loucura do Carnaval e ficam grávidas prematuramente? Quantas crianças roubadas de sua inocência e pureza? Quanta violência... Quanta loucura em nome do prazer! Um prazer passageiro, que não é completo, que não satisfaz as necessidades humanas, pelo contrário, só aumenta a solidão, as frustrações e traz o peso da culpa. No fim de tudo, a alegria se transforma em tristeza.

O Carnaval é uma festa onde há licença para pecar e por isso Deus não aprova. Pois a Bíblia diz que o resultado do pecado é a morte (Rm 6:23), e nós cristãos, não podemos de maneira alguma participar disso. A Bíblia diz que nós, cristãos, nos tornamos novas criaturas, com uma nova natureza, e agora devemos buscar a santificação, pois o corpo já não é nosso - ele se tornou morada do Espírito Santo (1 Tessalonicenses 4:3,4) Por isso você e eu não podemos nos conformar com uma festa que é sinônimo de pecado e alegria passageira, onde Deus fica de fora.

O Carnaval é uma festa imprópria para todos, mas principalmente para o cristão. Alguns vão com o propósito de evangelizar e não podemos proibir o evangelismo, mas devemos alertar que é um trabalho arriscado. Todo cuidado é pouco. Alguns jovens vão com a desculpa de uma diversão inocente. Cuidado! É muito difícil alguém entrar no esgoto e sair sem se sujar. Nossa alegria não depende de festas. Não devemos confundir alegria com felicidade e nem sexo com amor. Em Cristo está o nosso prazer e a nossa alegria, que não termina na Quarta-Feira de Cinzas, mas continua para sempre!

A Bíblia diz: "Quem semeia para a sua carne, da carne colherá destruição, mas quem semeia para o Espírito, do Espírito colherá a vida eterna" (Gálatas 6:8).

No livro de Isaías (leia abaixo) vemos uma advertência sobre festas pagãs da época que eram muito parecidas com o Carnaval atual. Esta festa apresenta muitos atrativos, inclusive, para os jovens cristãos, porque hoje muitas coisas são aceitas sob o pretexto de que "não tem nada a ver". Mas cuidado, pois essa festa tem sido um caminho de destruição para muitas vidas. Veja:

"Ai dos que se levantam pela manhã e seguem a bebedice e continuam até alta noite, até que o vinho os esquente! E harpas e alaúdes, tamboris e gaitas, e vinho há nos seus banquetes, e não olham para a obra do Senhor, nem consideram as obras das suas mãos. Portanto, o meu povo será levado cativo, por falta de entendimento, os seus nobres terão fome, e a sua multidão se secará de sede. Portanto, o inferno grandemente se alargou, e se abriu a sua boca desmesuradamente; e para lá descerão o seu esplendor, e a sua multidão, e a sua pompa, e os que entre eles se alegram. Então, o plebeu se abaterá, e o nobre se humilhará; e os olhos dos altivos se humilharão" (Isaías 5.11-15).
-Pr. Antônio Júnior:
Reflexão retirada do site: http://www.pastorantoniojunior.com.br

Jesus Cristo, SIM!👍
7.Se alguém está em Cristo, nova criatura é: as coisas velhas passaram eis que tudo se fez novo(2 Coríntios 5:17).

Carnaval, NÃO!👎
19.Ora, as obras da carne são manifestas, as quais são: a prostituição, a impureza, a lascívia, 20. a idolatria, a feitiçaria, as inimizades, as contendas, os ciúmes, as iras, as facções, as dissensões, os partidos, 21. as invejas, as bebedices, as orgias, e coisas semelhantes a estas, contra as quais vos previno, como já antes vos preveni, que os que tais coisas praticam não herdarão o reino de Deus(Gálatas 5:19-21).

Todos os anos milhares de pessoas vão curtir o carnaval, infelizmente as consequências não são nada boas, bebedices, traições, brigas, mortes, gravidez indesejadas, doenças sexualmente transmissíveis(DSTs), tudo o que Satanás gosta. Essa alegria que o mundo oferece é ilusória e passageira, mas Jesus Cristo é melhor do que tudo isso, Ele nos satisfaz! Essa é a mensagem que queremos passar pra você que está lendo essa postagem, não vá para o carnaval, busque a Deus, fique com sua família, isso sim é bom!
O carnaval dura três dias. Jesus, alegria todo dia!

Talvez você tenha esperado ansiosamente por esses dias, mas o curioso é que, depois desses dias, tudo volta ao normal, o ano continua e com ele retornam as angústias, as frustrações, a depressão e todos os problemas que tentamos deixar pra trás.
Jesus é eterno, Ele te ama de verdade, e deseja ter um relacionamento com você todos os dias, quer participar da sua vida, te sustentando nos momentos mais difíceis que está passando,  te dando força e esperança quando elas se vão, te dando perdão quando você falha com Ele. Jesus é nosso melhor amigo, o único capaz de tornar sua vida em festa, todos os dias!
Não dê bobeira, não deixe a alegria se apagar, viva com Jesus e desfrute dessa alegria verdadeira que somente Ele pode nos oferecer, alegria essa que se inicia aqui na Terra, mas somente será plena quando Ele vier buscar os crêem Nele, viveremos eternamente com nosso Senhor!
Se liga e aceite Jesus Cristo como Senhor e Salvador de sua vida, não se iluda achando que o mundo é tudo de bom!

Igreja do Senhor, vamos aproveitar o carnaval para evangelizarmos e ganharmos almas pra Deus, e precisamos orar por essas pessoas que estão se iludindo nesse mundo!
Postar um comentário